terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Cavaco, o agricultor

Quem não conhecer Cavaco que o compre.

Agora diz-se preocupado com o estado da Agricultura, como se não fosse um dos responsáveis pela destruição da maior parte desse sector, quando foi Primeiro-ministro. Vale a pena lembrar o TV Rural, um dos programas de verdadeiro serviço público, feito pela RTP em parceria com o Ministério da Agricultura, e que ao longo de três décadas prestou um inestimável serviço aos agricultores portugueses.

Mas com a entrada na CEE e com a política deliberada de destruição deste sector económico, a realidade da situação e as queixas dos agricultores cada vez mais transpareciam no TV Rural, embora o Eng. Sousa Veloso se esforçasse por levar a cabo o mesmo trabalho de sempre. O TV Rural tornou-se incómodo e o Ministério da Agricultura fechou-o, em 1991.

O Primeiro-Ministro na altura era Aníbal Cavaco Silva e hoje diz-se muito preocupado com o estado da Agricultura.

3 comentários:

Paulo Lisboa disse...

Sem dúvida uma vergonha! Neste momento já importamos 80% do que comemos e nessa altura era apenas 50%. Por isso é que agora toda a gente (incluindo o Cavaco) quer resuscitar a agricultura.

António Vidal Reis disse...

Cavaco é mais um dos que nos ajudou a estar "à beira do abismo", mas agora esqueceu-se disso tudo, como todos os políticos se esquecem do que prometem e sobretudo do que fazem. Além disso, o seu mandato não foi brilhante, teve muitos altos e baixos, não quis intervir quando o podia fazer. Não teve dúvidas em aprovar a Lei do aborto, cujo referendo não foi vinculativo, ou a lei do casamento dos homossexuais, e deu a bênção ao "cozinhado" OE 2010, negociado entre PS e PSD. Mas o mesmo protagonista foi o criador do "monstro" que tanto criticou. Agora fala em aproveitar melhor os recursos da Europa mas no tempo da maioria laranja foi o que se viu...

Joao Quaresma disse...

O que mais me impressiona é a quantidade de gente que venera Cavaco Silva, apesar da devastação. É uma cegueira completa.